fbpx

Type to search

Tailândia

Tailândia guia de viagem completo – Tudo que você precisa saber

Compartilhe

Tailândia guia de viagem completo é um post com informações importantes que você precisa saber antes de viajar e fazer um Roteiro pela Tailândia.

A nossa viagem foi assim:

No total foram 20 dias na Tailândia e se pudéssemos ficaríamos muuuito mais. Nossa viagem foi um pouco corrida (até porque ainda fomos no Camboja e no Vietnã), mas deu para ver tudo o que queríamos e curtirmos bastante todos os passeios! De qualquer forma, se você puder ficar mais tempo vale a pena.

Encontramos muitos brasileiros em todos os lugares em que fomos, exceto em Chiang Mai e Ayutthaya. O lugar que achamos mais movimentado e entupido de turista foi, sem sombra de dúvidas, Koh Phi Phi.

 

Navegue pelo índice do post para ir ao assunto que te interessa nessa página:

 

Veja nosso vídeo com um resumo da nossa viagem pela Tailândia aqui:

 

Viaje sabendo:

 

dicas tailândia tomada, tailândia voltagem, tailândia fuso horário, tailândia moeda, tailândia idioma

Quando Ir para Tailândia:

 

Quem planeja visitar a Tailândia, ou o Sudeste Asiático em geral, deve saber que um fator importantíssimo a ser considerado são as monções asiáticas.

Elas são as responsáveis por verdadeiros dilúvios, deixando nossas chuvas de verão no chinelo!

Resumidamente, de novembro até março é uma época muito boa para ir, pois há bastante sol, pouquíssima chuva e não faz tanto calor quanto em abril.

Nós fomos em março e pegamos um clima bom, tanto nas cidades quanto nas ilhas.

Só pegamos chuva (e forte!) no último dia de viagem, que era no início de abril.

O calor era forte, e suamos um pouco porque andávamos muito, mas normalmente achávamos que no Rio de Janeiro era mais quente.

 

Se você estiver de viagem internacional marcada, não esqueça de seu Seguro Viagem. Nunca se sabe quando pode precisar e é sempre bom se resguardar, ainda mais em se tratando de saúde em país estrangeiro. Faça uma cotação aqui e encontre o seguro viagem que melhor vai te atender no melhor custo-benefício para você e sua família.

O link é de uma empresa parceira do blog. Nós recebemos uma porcentagem, mas você não paga nada a mais por isso. E leitores do blog têm 5% de desconto! Basta inserir este código promocional na hora de fechar o pagamento: ATEONDE5

 

 


Entrada no país: visto e certificado de vacinação

 

Para entrar na Tailândia, você precisa do seu passaporte com pelo menos 6 meses de validade e o certificado internacional da vacina contra febre amarela (tem um que não é internacional, fique atento). A obtenção do visto é realizada no aeroporto de chegada e é válido por 3 meses.

Todas as informações estão nesse post mais detalhado sobre o visto da Tailândia.

 


Como chegar na Tailândia:

 

Bangkok é o principal ponto de parada no Sudeste Asiático. Muito provavelmente sua primeira parada na Tailândia será em Bangkok e a grande maioria dos voos dentro do sudeste Asiático passam por lá, até para outros países vizinhos como Camboja e Vietnã.

Às vezes sai mais barato pegar um voo com parada em Bangkok do que um voo direto. Por exemplo, quando estávamos em Chiang Mai e íamos para o Camboja, era muito mais barato ir para Bangkok e de lá pegar o voo para o Camboja, ao invés de ir direto.

Outro exemplo: Quando saímos do Camboja e fomos para o Vietnã, ao invés de ir direto mesmo sendo ali do lado, fomos para Bangkok e depois Vietnã, e por incrível que pareça era mais barato.

Então provavelmente você vai passar (talvez muito!) por esses aeroportos. A chegada é no maior e mais moderno aeroporto de Bangkok: o Aeroporto Internacional de Suvarnabhumi (BKK).

Fica a 25km do centro de Bangkok. Em Bangkok, além desse aeroporto, tem também o Aeroporto Internacional Don Mueng (DMK). Que você provavelmente irá caso tenha algum voo dentro da Tailândia ou pelo Sudeste Asiático.

Dica :

O aeroporto principal (BKK) tem Wi-Fi de graça por duas horas – muito útil quando se chega do Brasil e ainda está incomunicável… 😉

 

Wifi aeroporto de bangkok

Wifi do aeroporto

 

Para irmos do Brasil para a Tailândia, pegamos uma boa promoção e voamos de Ethiopian Airlines comprando as passagens pelo Decolar.com. Deu tudo certo, sem complicações.

Não conseguimos pegar a promoção que saiu na época pela Qatar, mas como a Ethiopian estava com o mesmo valor saindo de Guarulhos, fomos nessa mesmo.

Para os voos dentro da Tailândia, compramos pelos sites das companhias antes de viajar, aqui mesmo no Brasil. Alguns foram fáceis outros mais complicados, por isso fizemos um post de como comprar voos Low Cost dentro da Ásia.

Além disso, cada post individual dos lugares que fomos tem uma explicação mais detalhada dos aeroportos…

Os voos Low cost

 

Para viajar pela Ásia você muito provavelmente irá voar com as cias low cost, que normalmente oferecem o melhor custo benefício, além de ser a forma mais rápida de chegar ao destino. Muitos destinos estão situados a menos de 1h de distância.

Os trens, ônibus e barcos são um pouco mais baratos, no entanto levam muito mais tempo, o que faz você ficar menos tempo em cada lugar ou precisar de mais tempo em cada um.

Nós usamos as principais companhias aéreas da Tailândia e escolhemos sempre as que tinham os melhores preços para os destinos que queríamos.

Nok Air

Bangkok Airways

Air Asia

Thai Lion Air

A mais chata em questão de bagagem foi a Air Asia e a mais chic e maravilhosa foi a Bangkok Airways. Mas em todas fizemos boas viagens e em algumas tivemos atrasos, mas nada surreal.

Ainda sobre a bagagem, pesquisando muito vi que o ideal era ir de mochila, para não perder tempo com despacho de malas, além de ficar mais livre e não gastar mais dinheiro com isso, já que nos voos você paga a mais para despachar. O peso permitido da bagagem acompanhada é 7kg.

Se quiser saber como arrumamos nossas mochilas é só clicar nesse post.

 


Internet na Tailândia:

 

Nós usamos a internet o tempo todo na Tailândia e não foi só para redes sociais não hehe. Usamos o App do Uber, o Google Maps, internet para fazer pesquisas, mandar e-mail… enfim, acho que é algo bastante necessário (e não é caro).

Nas nossas pesquisas antes de viajar, vimos que a True Move era bem recomendada e tinha uma lojinha no aeroporto. Em um dos corredores do aeroporto tinham vários quiosques oferecendo internet – você pode avaliar o melhor custo benefício para você. Cabe lembrar que o celular precisa ser desbloqueado para aceitar o novo chip.

Então é só você escolher o plano desejado, pagar, entregar o telefone que eles instalam e habilitam na hora e você já sai utilizando. E é bem rápido para habilitar, as meninas são ninjas (desbloqueiam uns cinco celulares de uma só vez!).

Todos os planos que vimos eram válidos por 30 dias. Eu usei até o final da viagem e passou de 30 dias, talvez tenha usado os créditos telefônicos – que também funcionaram perfeitamente quando precisamos fazer ligações (usamos algumas vezes para ligar para o hotel e verificar o transfer).

Quanto à qualidade da operadora, não temos do que reclamar. A internet sempre era rápida, e a abrangência do sinal era excelente, usamos em todas as ilhas e não tivemos problema algum – inclusive percorremos toda a ilha de Koh Phangan de moto usando o gps do celular e o sinal não caiu nenhuma vez!

 

Quiosque Truemove do aeroporto de bangkok

Quiosque da True Move.

Valores e serviços truemove chip internet da tailândia

Planos e Valores.


Língua da Tailândia:

 

A língua oficial é o tailandês. Mas é possível se comunicar bem com inglês. Fato que nem todo mundo entende ou fala bem inglês, mas se você usar as palavras básicas e ajudando com uns gestos é possível se fazer entender. :lol:

Veja esse vídeo explicando algumas palavrinhas básicas em tailandês. E veja também esse site que tem áudio de algumas frases em tailandês.

 


Dinheiro – A moeda local da Tailândia se chama “Baht

 

A moeda da Tailândia é ´Baht e para facilitar na hora da conversão, corte um zero do valor em Baht para chegar no valor aproximado em Reais. Por exemplo, 200 THB, equivale mais ou menos a R$20. Então não se assuste tanto quando vir os zeros rs.

A casa de câmbio que pesquisamos ser mais confiável e com a melhor cotação em Bangkok foi a SuperRich (ela era disparado a mais recomendada na pesquisa que fizemos…). Só tome cuidado porque tem outra Superrich, só que de cor laranja 😯 … A que todo mundo fala e tem a melhor cotação é a verde!

Vá para Tailândia com Dólares Americanos e não com Reais, porque dificilmente alguém aceitará os nossos Reais por lá…

Veja esse post completo sobre esse assunto aqui.

dinheiro tailandia

Notas de dinheiro da Tailãndia ( imagem Dreamstime)

 

O que é o imposto VAT? E como obter o VAT Refund?

VAT é um imposto – signfica Value Added Tax – e é a versão melhorada do nosso famoso e odiado ICMS. Na Tailândia, são cobrados, em regra, 7% em cima das mercadorias e de alguns serviços.

O governo tailândes permite que os turistas recebam de volta parte do VAT pago nas suas compras. Para obter esse reembolso (VAT Refund), há algumas regras:

 

  1. Primeiramente, o estabelecimento precisa exibir o adesivo “VAT Refund“. Como isso é uma maneira de atrair clientes turistas, se a loja não tem esse adesivo, provavelmente ela não permite o reembolso (mas é sempre válido dar aquela confirmada básica 😉 )
  2. Nâo é qualquer compra que dá direito ao reembolso. Somente as compras feitas no mesmo dia, pela mesma pessoa com valor mínimo de 2000 THB se habilitam para o reembolso. Logo, somente as compras acima de R$ 200, numa rápida conversão, é que dão direito ao reembolso…
  3. Na hora da compra, peça a nota fiscal original e o formulário PP 10 preenchido e carimbado pelo vendedor. Se não tiver o carimbo não tem reembolso!
  4. No aeroporto, ao sair da Tailândia, deve-se ir ao Customs Office antes de despachar as malas e mostrar a nota fiscal, os formulários e, caso solicitado, as mercadorias compradas. Eles iram carimbar a nota, autorizando o reembolso.
  5. Para o reembolso de fato, depois de passar pelo controle de imigração, vá até o guichê do VAT Refund, apresente a nota carimbada e finalmente receba o valor

continuação

Cabe avisar que o reembolso é feito usando faixar de valores de compra. Para saber o valor que você receberá de volta, olhe esse site da “Receita Federal Tailandesa”.

Nós solicitamos o reembolso da compra da GoPro, da mala e da Crocs. O chato é que eles ficam com a nota fiscal, então tire uma foto antes de entregar.

Nós precisamos delas quando chegamos no Brasil porque estragaram nossa mala nova e a GoPro deu um problema, então não esqueça de ter uma foto ou tirar uma xerox antes de fazer o VAT. No aeroporto não tem como tirar xerox.

Observações

1: Nós despachamos a mala que compramos, então tivemos que passar no “Customs Office” antes de despachá-la.

2: Como nós fizemos várias viagens saindo da Tailândia pelo aeroporto de Bangkok, nós pegamos o dinheiro do VAT da GoPro, por exemplo, em uma dessas viagens e já usamos a grana. Não esperamos ser o último dia da viagem para fazer isso.

 

[sliderpro id=”230″]

 


Transporte na Tailândia:

 

Nós usamos quase todos os meios de transportes possíveis da Tailândia. 😛

E você pode conferir todos os detalhes no post Transporte na Tailândia.

Pra ir a distâncias mais curtas na Tailândia você pode usar:

 

Tuk Tuk:

É um triciclo motorizado colorido, cabem 3 pessoas e não é muito confortável.

Ele é ágil no trânsito, mas por ser aberto a poeira ou fumaça vai em toda em você rsrs.

Taxi:

Os táxis tem cores bem diferentes. Verdes, rosa pink ou verde e amarelo.

O valor é mais em conta que o Uber e às vezes até mais que o tuk tuk.

Só tem o mesmo problema de preços pois alguns não usam o taxímetro, você precisa pedir… E os que fazem valores fechados precisa negociar.

Uber/Grabe:

O aplicativo cobra tarifas mais altas em troca de serviço e segurança melhores. Só usamos no aeroporto que era mais fácil.

 

Distâncias mais longas na Tailândia

Trem:

Se não quiser gastar com avião, pode usar o trem para distâncias mais longas, por ser uma opção mais barata e mais confortável que o ônibus. 

 

Barcos e Ferry Boats:

Os barcos fazem o transporte entre ilhas no sul da Tailândia e também são utilizados como transporte público de Bangkok, que possui um rio (Chao Phraya) que corta a cidade ao meio.

O Chao Phraya Express Boat possui 4 linhas que custam THB 15 e 1 linha turística que custa THB 40.

Usamos o ferry para chegar em Koh Samui, Koh Phangan e Koh Phi Phi.

Você pode pesquisar na Ferry Samui, Phuket Ferry e Phi Phi Ferry.

E nas ilhas, para fazer os passeios, você aluga os famosos e exóticos Long Tails.

Moto:

Nós alugamos motos nas ilhas, são a melhor forma de se locomover além de ser mais barato.

BTS (Bangkok Skytrain):

Achamos a melhor forma de se locomover em Bangkok. Funciona como o metrô ou trem, mas por cima da rua.

Se quiser pode conferir aqui.

MRT (Metrô):

O metrô só tem uma linha na cidade e não é integrado com o BTS.

Usamos somente uma vez. Tem uma qualidade muito boa, é bem limpo e organizado, e ao contrário do Skytrain não estava lotado.

Dica: Ambos são uma boa opção para economizar vindo do Aeroporto Internacional Suvarnabhumi, que se conecta com a linha de trem Airport Rail Line.

Mototáxi:

Vimos muito pelas ruas e as pessoas locais usam bastante, mas nesse nós não nos aventuramos, até porque estávamos em 3.

Ônibus:

Nós também não nos aventuramos nesse… Mas tem ônibus para qualquer lugar de Bangkok, indo até distâncias maiores.

E em alguns casos até os países vizinhos, dependendo de onde estiver. Se você pagar mais caro tem conforto, se quer ser muquirana vai aguentar o calor e o perrengue.

Joint Ticket:

São os bilhetes que as agências de viagem e algumas companhias aéreas, como a Nok Air, vendem para o deslocamento entre dois ou mais destinos.

Pois dependendo do local de partida e o destino, você utilizará vários meios de transporte.

IMPORTANTE: De acordo com a embaixada brasileira em Bangkok

Segundo as leis tailandesas, os motoristas, para dirigir carro na Tailândia, devem portar carteira de motorista tailandesa. Carteiras de motorista estrangeiras ou carteiras internacionais não são aceitas para dirigir no país, nem mesmo no caso de turistas de passagem (a não ser as carteiras emitidas por alguns países vizinhos da Tailândia).

Empresas de aluguel de automóveis na Tailândia às vezes alugam carro para estrangeiro portador apenas da carteira de motorista de seu país de origem, acompanhada de tradução para o inglês, ou de carteira internacional.

Entretanto, em caso de acidente, o fato de que o motorista não estava portando carteira de habilitação válida poderá resultar na invalidação da apólice de seguro do veículo, podendo o motorista então ter que arcar com o pagamento de despesas elevadas e até mesmo ser indiciado por direção ilegal.

A carteira de habilitação internacional tirada no Brasil não é válida legalmente na Tailândia, pois o Brasil e a Tailândia assinaram diferentes acordos internacionais sobre o assunto.


Comidas Típicas da Tailândia:

 

Dicas:

  • Na Tailândia se come de colher. Tudo já vem em pedacinhos. Se você quiser faca, normalmente tem que pedir…
  • E praticamente TUDO é apimentado e muito condimentado. Sempre pergunte o nível de pimenta (embora eu ache que mesmo assim vai vir apimentado 😕 ).
  • O arroz não tem gosto nenhum, e acho que é para misturar com o tempero da carne.
  • Eles pegam no dinheiro e na comida ao mesmo tempo, coisa boba e normal por lá.
  • A carne mais popular é o frango, tem frango de tudo quanto é jeito. Atenção eu disse frango, não flango. ;-P
  • Dê preferência aos pratos onde a comida é cozida, para ver se dá uma ajudada na eliminação dos germes e bactérias.
  • Beba água engarrafada de marcas que você conheça. Nós bebemos muito da Nestlé e da Pepsi. Algumas garrafas de água vendidas parecem muito que são enchidas e não lacradas.

Nós vimos um homem no Shopping Terminal 21 com uma sacola cheia de garrafa de água e enchendo em uma bica que tinha lá. Acho que era filtrada, mas ele estava enchendo provavelmente para vender. (foto comprovando abaixo)

 

homem enchendo garrafas com água para vender na tailândia

O espertinho da água.

 

Pad Thai:

Um dos pratos mais famosos da Tailândia, vendido em todo lugar. É feito de noodles frito. Pode ser o simples ou com vegetais e alguma carne.

 

Pad Thai simples. prato tipico da tailandia o que comer

Pad Thai simples.

 

Kai Med Ma Muang:

Frango com castanha de cajú, também composto por molho de soja doce, cebola, cogumelos e cenoura.Foi o que mais gostei.

 

 

Kai Med Ma Muang prato tipico da tailandia o que comer

Kai Med Ma Muang com arroz branco – uma delícia!

 

Camarão com molho de tamarindo:

Encontrei em vários cardápios, principalmente nas ilhas.

 

 

Camarão com molho de tamarindo. prato tipico da tailandia o que comer

Camarão com molho de tamarindo.

 

Khao Pad Gai:

Arroz com frango, camarão, carne das mais variadas formas e com bastante mistura.

 

khao pad gai. prato tipico da tailandia o que comer

khao Pad Gai.

 

Arroz frito no abacaxi:

Esse arroz é aquele que vai ovo mexido e vegetais e pode ser acrescido de alguns pedaços de carne, frango ou camarão se quiser. Tudo isso servido no abacaxi. Lembrando que o arroz geralmente é frito. O nosso comemos com camarão.

 

 

Arroz frito no abacaxi. prato tipico da tailandia o que comer

Arroz frito no abacaxi.

 

Shake ou Smoothie:

Eles batem as frutas com muito gelo e vendem em diversos lugares. Compramos no Terminal 21 e nas praias. É muito deliciosamente delicioso :grin:, e tomamos muitas vezes. Os copos são grandes e é bem barato.

 

Smothie. tipico da tailandia o que comer

Smoothie.

 

Sorvete de coco no coco:

Encontramos esse na Khao San Road. E só isso mesmo, um sorvete de coco dentro de um coco.

 

Sorvete de coco prato tipico da tailandia o que comer

Sorvete de coco no coco.

 

Roti de banana:

O roti é tipicamente indiano, é uma panqueca frita com banana que você pode acrescentar leite condensado, Nutella e o que quiser. Tem em vários lugares, mas a que nos amamos de coração e coração partido por não ter comido mais foi a de Koh Samui.

A melhor e mais maravilhosa roti de banana da vida. Porque era sequinha e crocante. Em todos os outros lugares que queríamos comprar, elas eram cheias de óleo e molengas. Na viagem inteira não vimos igual.

 

Roti de banana prato tipico da tailandia o que comer

Roti de banana.

 

Cha Yen, ou chá tailandês (Thai Tea):

Leva o chá local, açúcar, leite condensado, temperos e gelo. Também tem ele sem o leite. Nós tomamos em alguns lugares e o melhor também foi em Koh Samui em um restaurante perto de uma das praias. Nos outros lugares era mais forte e não muito saboroso.

 

chá tailandês tipico da tailandia o que comer

chá tailandês com limão.

chá tailandês tipico da tailandia o que comer

Chá tailandês com leite.

 

Khao Niao Mamuang (Sticky rice with mango):

Uma sobremesa famosa da Tailândia. É arroz mergulhado em um molho cremoso de coco, coberto com fatias de mangas doces. Comemos no Terminal 21.

 

Khao niao mamuang. prato tipico da tailandia o que comer

Khao Niao Mamuang.

 

Água de coco:

Ela tem um gosto muito diferente da nossa. Nós não gostamos (para nós a água de coco do nordeste não tem igual!) mas tem gente que acha que melhor a da Tailândia…

Sopas:

Sopas são clássicas na Tailândia. Elas geralmente trazem noodles também e você pode escolher se quer frango, peixe, carnes, com leite de coco, etc. Existe muita variedade e vende-se em todo lugar. É bem apimentada.

 

Sopas. prato tipico da tailandia o que comer

Sopas.

 

Tom Yum Goong:

Parece uma sopa de camarões feito com suco de limão, molho de peixe e pimentão, dando um sabor azedo e picante. Ela vem em duas variedades – Tom Yum Sai Nam, com caldo claro muito popular; e Tom Yum Nam Kon, mais cremoso feita com leite de coco. São picantes e o André Gostou bastante.

 

Tom yum goong. prato tipico da tailandia o que comer

Tom Yum Goong.

 

Khao Mun Gai:

É um frango e arroz cozidos em um caldo de ervas tailandesas servido com uma tigela de caldo de galinha do lado, molho picante, pepinos e coentro.

Pad Kee Mao:

É um macarrão de arroz frito em um wok, junto com o molho de soja, molho de peixe, pimenta, e a carne, ervas e legumes.

Moo Ping:

Um espetinho marinado com temperos fortes, são servidos com arroz. Em versões de porco e frango.

 

Moo ping prato tipico da tailandia o que comer

Moo Ping de vários sabores.

 

Noodles:

Uma sopinha de macarrão (que pode ser feito de arroz ) com legumes, uma carne e tempero.

 

Noodles prato tipico da tailandia o que comer

Noodles.

 

Massaman Curry:

Carne ensopada no leite de coco com curry massaman feito com frango – mas também há variações neste prato usando pato, carne, carne de carneiro, cabra ou porco – que leva batata e amendoim.

 

Massaman Curry prato tipico da tailandia o que comer

Massaman Curry com arroz branco.

 

Insetos:

É “petisco para turista”, como por exemplo o escorpião. É bem difícil você ver um nativo comendo essas iguarias, mas alguns deles de fato comem larvas e grilos. Você encontra essas “delícias” na Khao San Road. Hanameel que comeu (porque é maluco hahaha) e disse que era crocante.

 

escorpiões para comer Tailândia o que comer

Escorpião.

 

Ice Cream Roll:

Colocam o creme do sorvete em uma chapa muito gelada e fazem o sorvete na hora, acrescentam outros ingredientes e depois fazem rolinhos colocando-os em um potinho.

 

sorvete na chapa tailândia o que comer

Sorvete na chapa.

 

As cervejas mais populares da Tailândia são a Chang Beer e Singha, mas tem também tem a Tiger e a Leo. E também tem fantas com sabores diferentes.

Cerveja Chang tailândia

Cerveja Chang da Tailândia.

Fanta de sabor diferente na ásia

Fanta de Melancia.

 

Além disso tudo, há diversos sorvetes, refrigerantes e outras bebidas de marcas conhecidas só que com sabores “asiáticos”.

 

Picolés asiáticos

Picolés asiáticos (André sempre de boca cheia…)

 


Dicas Tailândia guia de viagem completo:

 

  • Sempre pechinche! Pode jogar para a metade do preço. Tudo lá é negociável, mas está ficando mais difícil e em alguns momentos ou você finge que não vai levar ou realmente não leva.
  • Para visitar os templos, precisa estar de calça ou saia tampando os joelhos. Se for homem, pode ir de bermuda mas também tampando os joelhos. Se não quiser ir de blusa com manga, leve uma na bolsa para pôr na hora. Nem sempre funciona apenas colocar um lenço nos ombros. Dá uma olhada no post sobre a mochila para Sudeste asiático, lá tem as roupas que usei.
  • Leve um álcool gel ou lencinho umedecido na bolsa, é sempre bom.
  • Leve todo o dinheiro em dólares, e tenha um cartão para alguma emergência.
  • É proibido tirar fotos dentro de alguns templos. E e muito difícil tirar fotos com tanto turista na frente (s chineses não respeitam nada nem ninguém).
  • Sempre que possível, cumprimente as pessoas com um wâi (aquele gesto com as mãos juntas) e também agradeça com um “obrigado” em tailandês – diga khob khun kha (mulheres falando) khob khun krap (homens falando) e Para o “Olá”, diga: Sawasdee! (essa é a palavra que você mais vai ouvir por lá! 😉 ). Você pode dar uma olhadinha no vídeo que fizemos dando umas dicas aqui.
  • Nos templos, se for se sentar, coloque os pés para trás ou para os lados, não pode apontar os pés para as imagens de Buda.
  • As imagens de Buda são sagradas, não toque e nem faça brincadeiras que podem desrespeitar. Eles são muito religiosos e precisamos respeitar a fé de cada um.
  • Se for mulher, não fale e nem encare os monges.
  • Os templos budistas são mantidos por doações. Por isso você vê caixas espalhadas pelos templos e até mesmo no BTS, shoppings, enfim – em vários lugares.
  • Existe um golpe famoso na Tailândia: você está indo para algum lugar e surge alguém dizendo que aquele lugar está fechado, mas que ele pode te levar para outros lugares muito melhores… nunca caia nessa ladainha!! Experimentamos o cúmulo do rídiculo desse golpe, pois íamos ao Snake Farm em Bangkok e chegando na porta do local surge um ser divino dizendo que a Snake Farm estava fechada… Estavámos EM FRENTE e vendo que ela estava ABERTA e mesmo assim o cara quis dar o golpe! 😡 Ignoramos solenemente e entramos no local.
  • O desrespeito à família real é punível como crime de lesa-majestade, passível de prisão.
  • Cuidado ao atravessar as ruas e andar de moto. O trânsito é mão inglesa e no início confunde bastante.
  • Fuso horário: normalmente +10 horas do horário oficial de Brasília
  • Lembrar sempre que não pode entrar com calçados em templos, casas e em algumas lojas. Veja sempre o aviso na porta.
  • A religião predominante é o budismo.
  • O padrão de voltagem é 220V.
  • Não se esqueça de dar uma conferida no post de dicas para viagem internacional.
  • Tem também os posts sobre dicas para economizar e dicas para viagem.



Compras na Tailândia:

 

O que eu percebi que vale a pena comprar na Tailândia são eletrônicos e maquiagem. Tem muita oferta, marcas e preços acessíveis.Listei tudo que compramos aqui nesse post.

Roupas de lojas locais também tinham um preço legal.

Compramos uma mala da American Tourist e ela é muito bonita e boa. O preço é metade do vendido aqui no Brasil. Se te interessar temos um vídeo mostrando nossas malas de viagem aqui.

O saudoso 7 Eleven também vende muitos produtos legais para pele, inclusive protetor solar da Bioré, que aqui é bem caro.

 

compras na tailândia

Compras na 7 Eleven.

 

Comprei muito cosmético na loja Beauty Buffet. As coisas eram liiiindas, adorei os batons, esmaltes e produtos de cabelo. Comprei cremes para o rosto e corpo, esfoliantes e uns trecos para olheira 😛 . Tudo com preço bem legal e a qualidade muito boa também.

 

[sliderpro id=”270″]

 

 

Os melhores lugares para comprar lembranças foram na feira de Chiang Mai e na Feira Chatuchak Weekend Market em Bangkok. Artesanato, balms para massagem e essências, camisas, peças de couro – são algumas coisas para comprar nelas.

Nas ilhas não compramos nada, tudo muito caro.

O restante, como relógios e perfumes, você encontrava mais barato em Duty Free.

 

Em breve um vídeo no nosso canal no Youtube com o resumo da nossa viagem.

 


O que conhecer na Tailândia:

 

Nós fomos nos lugares mais visitados pelos turistas (exceto Phuket).

Podemos citar que fomos nos seguintes lugares: Bangkok, Koh Phangan, Koh Samui, Koh Tao, Krabi – Railay Beach, Koh Phi Phi, Chiang Mai e Ayutthaya.

Além desses, você pode conhecer Koh Lipe, Phuket, Koh Lanta e Chiang Rai.

 

Em breve teremos posts de cada um desses lugares… 😉

 

 

Agora que você tem tudo para montar seu Roteiro da Tailândia, que tal dar uma olhada no nosso post sobre o Camboja?

​​Deixe seu comentário e nos ajude com as informações e atualizações! Assim ajudamos uns aos outros.

 

Você também pode gostar do post sobre a como arrumar a sua mochila para o sudeste asiático.

E o post que explica como comprar as passagens pelo sudeste asiático.


EI, VAI VIAJAR? ENTÃO RESERVE COM A GENTE!


Sabia que quando você faz uma reserva com um link do blog, nós ganhamos uma pequena comissão? Você não paga nada a mais por isso e ainda nos ajuda a produzir mais artigos e vídeos! Topa dar essa forcinha para o Até Onde eu Puder Ir? Então planeje sua viagem aqui.

Hospedagem: Booking
 Passagens Aéreas: Passagens Promo
 Aluguel de carro: Rent Cars
 Seguro viagem: Seguros Promo
Ingressos e Passeios: Get your GuideCivitatis
 Chip e Internet: Viaje Conectado

Ana Paula

Olá! Eu sou Ana Paula. Sou formada em publicidade, amo viajar e me conectar com pessoas, lugares e culturas diferentes. Já visitei 11 países, inúmeras cidades e vou continuar Até Onde eu puder Ir.

  • 1

20 Comments

  1. Jefferson Pereira 11 de setembro de 2019

    Muito banaca e bem completo. Parabens!
    Estou indo agora em novembro e estou em duvida se compro a GoPro lá.
    Será que pode me informar qual foi o valor final da compra e aonde comprou?
    Desde já agradeço.

    Responder
    1. Ana Paula 18 de setembro de 2019

      Oi, obrigada!
      Na época, em 2017, pagamos cerca de R$1.200 e compramos na loja Big Câmera. Dá uma olhada no post sobre compras na Tailândia: http://ateondeeupuderir.com/compras-na-tailandia/

  2. Analuiza Carvalho 29 de setembro de 2019

    Nossa! Tanta informação que fiquei até meio zonza. rrsrsrs Todo mundo que eu conheço que visitou, adora a Tailândia. Deve ser mesmo incrível mergulhar em tantos costumes diferentes dos nossos! Comer de colher, adorei. Pimenta?! Estou em casa. Vi que tem opções para vegetarianos. Ótimo! Os cenários são lindos e contrastantes! Não está em meus planos imediatos de viagem, mas aprendi um monte de coisa legal lendo o texto. 🙂 bj

    Responder
    1. Ana Paula 2 de outubro de 2019

      Que bom que gostou, espero que um dia possa conhecer!

  3. Ruthia Portelinha 30 de setembro de 2019

    Excelentes dicas para quem pretende visitar a Tailândia, que é um país surpreendente. É ir de coração e mente abertos, né?

    Responder
    1. Ana Paula 2 de outubro de 2019

      Isso mesmo, eu era um pouco fechada e depois foi a melhor viagem que fiz

  4. Débora Resende 30 de setembro de 2019

    O guia da Tailândia mais completo que já vi na internet, parabéns! Dicas excelentes e que vão ajudar demais no planejamento da viagem 🙂

    Responder
    1. Ana Paula 2 de outubro de 2019

      ^^ OBRIGADAAAA…..

  5. Sil Mendes 1 de outubro de 2019

    Esse guia da Tailândia está bem completo. Lendo esse post fica fácil planejar um roteiro bacana com certeza. Adorei!

    Responder
    1. Ana Paula 2 de outubro de 2019

      Ah! fico feliz em saber!

  6. Diego Cabraitz Arena 1 de outubro de 2019

    Que demais esse post! Me deixou ainda mais ansioso, vou pra Tailandia daqui 15 dias! Quero ver tudo isso ao vivo, provar esses pratos que, embora apimentados, devem ser uma delicia. Ja anotei as dicas que ainda não tinha lido! Post Completão

    Responder
    1. Ana Paula 2 de outubro de 2019

      Aeeee faça uma ótima viagem, tem outros posts legais aqui no blog, depois vê lá!

  7. Edson Jr 2 de outubro de 2019

    Que legal esse post, bastante coisa para se fazer na Tailandia! Nós ainda precisamos planejar uma viagem para lá, que maravilha.

    Responder
    1. Ana Paula 2 de outubro de 2019

      Já pode usar o guia então ^^

  8. Marcia 2 de outubro de 2019

    Que dicas legais, espero colocá-las em prática um dia! Sobreo voo da Ethiopian, o que vc achou? Ouvi que a conexão é bem ruim por causa do aeroporto, confere?

    Responder
  9. Victoria 2 de outubro de 2019

    Tailândia é a nossa especialidade e amei esse guia da Tailândia com dicas de viagem super úteis! O roteiro de vocês foi otimo

    Responder
    1. Ana Paula 2 de outubro de 2019

      Agora tô me “sentinu” heimmm… hahahha elogiada por uma especialista

  10. angiesantanna 2 de outubro de 2019

    tailandia é um destino incrivel, eu fui apenas uma vez e nao vejo a hora de voltar pois é um pais riquissimo tanto em cultura quanto em natureza

    Responder
    1. Ana Paula 2 de outubro de 2019

      Concordo, e voltaria com certeza!

  11. Ana Paula 3 de outubro de 2019

    Nós gostamos muito de tudo. Sim a conexão não é lá essas coisas, mas se forem algumas horas é de boa. Tem lojinhas legais e restaurantes, a única coisa ruim é o banheiro…

    Responder

Dúvidas, elogios, críticas ou sugestões? Adoraremos ler seus comentários!

%d blogueiros gostam disto: